Autor: Lídia Lopes

Apaixonada pela cultura nerd e de personalidade forte, sempre tive muita convicção das coisas gostava e do meu estilo de ser. Mesmo que achassem (e ainda acham) estranha, peculiar, considero isto parte de quem sou não abro mão.

Backup

  Apesar do dia frio de inverno, o coração de Rita se aquecia ao ver o sorriso de sua amada. A luz suave e quente do sol refletia no rosto de Susie, revelando que a morena não precisava de nenhuma maquiagem em sua pele perfeitamente macia. Ela dançava no jardim, seguindo a melodia do vento farfalhando as folhas das árvores,… Read more →

Mau agouro

Eduardo afastou os olhos do monitor e bocejou. Estralou o pescoço de um lado para o outro e se espreguiçou na cadeira de seu escritório. Seus ombros doíam de ficar inclinado e sua cabeça começava a latejar. O vento entrou pela janela, balançando as cortinas e revelando que o sol há muito tempo já se fora. Seu olhar se perdeu… Read more →

Escolhas

  Os dedos de Liana estavam congelando. Ficar sozinha em uma rua deserta, a esta hora da noite, com certeza não era muito esperto de sua parte. Olhava fixamente o chão, pensando em desistir a qualquer momento. Queria virar as costas e ir embora, mas sabia que não podia. E lá estava ela, novamente. Na frente daquele maldito bar. Até… Read more →

A Secção

  – Caramba, Ezra, você tinha que ter pesadelos DE NOVO?! – Gael gritava enquanto corria desesperado, segurando o irmão mais novo pela mão. – Disguba – o pequeno de olhos amendoados respondia, gripado até mesmo em seus sonhos. Ambos corriam desesperados da gosma verde, enorme e nojenta, maior que as árvores que cobriam o horizonte, que tentava agarra-los com… Read more →

Uma última despedida

  – Acorde. Augusto, acorde. – Uma voz andrógena e suave lhe chamava, tocando suavemente seu ombro. Preguiçosamente o homem abriu os olhos, que ainda estavam incomodados com a claridade. – Vamos, é a sua vez. – Minha vez de que? – a voz de Augusto soou meio rouca ao acabar de acordar. Bocejou, parecendo que havia dormido por eras.… Read more →

A loja da família von Holz

Já passara da hora de Artur ir para a cama, mas esta noite era uma ocasião especial. Infelizmente não era especial do jeito que todos gostariam, e Isaac e Sofia von Holz concordavam que, apesar de terem conversado previamente sobre o assunto com o filho, ele precisaria de um tempo para processar o luto de seu avô. Era um dia… Read more →