Categoria: L01C08

Livro 01, Capítulo 08: Toda essa guerra por causa de um animal

Fergus e Brianna

Brianna chegou e foi direto para o quarto. Já entrou tirando os sapatos. ― Fergus! Deitado no meu travesseiro, né? ― É macio. Perfumado. ― Tá bom. Mas não acostuma, tá? ― Estou aquecendo pra você.     A menina largou a bolsa em qualquer lugar e se atirou na cama. ― Ai que cansaço. ― Pode ir contando. Como… Read more →

Malditos sejam os pássaros

Aguardei na penumbra, a espreita da minha presa. Os olhos semicerrados refletiam a ira do meu ser. Meus desejos mais primitivos afloravam naquele momento, eu queria, eu precisava, eu era irracional. Minhas mãos tremiam, minha respiração era ofegante e eu permanecia estático e calado. Ele surgiu na rua, seu andar era solto e a postura folgada, ele descia a rua… Read more →

‘Mal passado’

Nunca achei que fosse chegar nesse ponto mas sim, estou no tinder. Há tempos não tenho um encontro e, sei lá, achei que talvez fosse uma experiência interessante. Apesar do que possa parecer minha autoestima não é baixa, apenas acredito que ando frequentando os mesmos lugares, com as mesmas pessoas e por isso não tenho conhecido novos rostos para me… Read more →

Mau agouro

Eduardo afastou os olhos do monitor e bocejou. Estralou o pescoço de um lado para o outro e se espreguiçou na cadeira de seu escritório. Seus ombros doíam de ficar inclinado e sua cabeça começava a latejar. O vento entrou pela janela, balançando as cortinas e revelando que o sol há muito tempo já se fora. Seu olhar se perdeu… Read more →

A passagem

  Estava escuro. Na aldeia da tribo, todos se reuniam em volta da fogueira. As mulheres e crianças cantavam. Alguns homens batucavam uma percussão, enquanto os outros faziam os preparativos. O imamu, nosso líder espiritual, recitava algumas preces de frente para a fogueira. Era a noite da minha passagem. Naquela noite, eu seria consagrado como um homem em minha tribo.… Read more →