Últimos Contos

O homem do terno preto

[TRIGGER WARNING] O conto abaixo contém cenas que podem despertar desconforto e/ou outras fortes emoções latentes. Luíza estava com os braços em volta de si mesma. Ela estava com frio e estava sozinha, mas acima de tudo, Luíza estava com sono, e era por isso que sorria. Luíza sorria porque ...
Leia Mais
/ / L01C11

A passagem

Estava escuro. Na aldeia da tribo, todos se reuniam em volta da fogueira. As mulheres e crianças cantavam. Alguns homens batucavam uma percussão, enquanto os outros faziam os preparativos. O imamu, nosso líder espiritual, recitava algumas preces de frente para a fogueira. Era a noite da minha passagem. Naquela noite, ...
Leia Mais
/ / L01C08

Refúgio

O L'Amitié é o meu lugar favorito no mundo; ele fica na avenida principal da cidade, tem uma cafeteria-bar no subsolo, à nível da rua uma loja de souvenires e no mezanino um excelente restaurante. Quando estou feliz ou tenho algo a comemorar, sugiro um delicioso jantar, Caponata, um divino ...
Leia Mais
/ / L01C09

Escolhas

Os dedos de Liana estavam congelando. Ficar sozinha em uma rua deserta, a esta hora da noite, com certeza não era muito esperto de sua parte. Olhava fixamente o chão, pensando em desistir a qualquer momento. Queria virar as costas e ir embora, mas sabia que não podia. E lá ...
Leia Mais
/ / L01C09

As chamas no anoitecer

Enquanto escrevo isso, assisto ao crepúsculo de mais um dia. Meu último. O Sol se põe, e com ele minhas últimas esperanças. A mim, resta encarar os meus pesadelos. Mas eu sei que vai acabar. O fogo há de consumir meus males e minhas tristezas. Em meu peito, sinto dor ...
Leia Mais
/ / L01C04

Um boêmio despertar

Era tarde da noite. A festa avançava sob o céu escuro. Em seus salões, comida e bebida farta. Os convidados divertiam-se. Centenas deles comiam, bebiam, conversavam. Inúmeros servos entravam e saíam, trocando os pratos e servindo a todos. Havia músicos em várias salas, que tocavam músicas alegres, animando o ritmo ...
Leia Mais
/ / L01C11

A Secção

- Caramba, Ezra, você tinha que ter pesadelos DE NOVO?! – Gael gritava enquanto corria desesperado, segurando o irmão mais novo pela mão. - Disguba – o pequeno de olhos amendoados respondia, gripado até mesmo em seus sonhos. Ambos corriam desesperados da gosma verde, enorme e nojenta, maior que as ...
Leia Mais
/ / L01C11

O bosque

A minha mãe não acredita quando eu falo, talvez você também não, mas eu viajo para um outro mundo quando durmo. Não to falando de sonhos, quer dizer, são sonhos porque preciso dormir para chegar lá, mas é muito real. Começou por volta dos treze anos de idade, depois de ...
Leia Mais
/ / L01C11

A última carta

Existem coisas novas, coisas velhas e coisas antigas. Coisas novas perdem a graça e se tornam velhas. Coisas velhas se deterioram com o tempo e eventualmente desaparecem sem deixar traços de suas existências. Coisas antigas são um assunto a parte. Elas simplesmente são. Além do limite do tempo. Novas e ...
Leia Mais
/ / L01C04

Feliz Ano novo.

 ⁠A gente terminou E de repente Tudo o que eu toquei e que senti foi um consolo Por não ter você mais ali Na minha frente Eu consigo sentir o sabor da angústia misturado com o sabor do batom novo Eu consigo sentir o cheiro da esperança em nós morrendo ...
Leia Mais
/ / L01C04